RSS

“Ergam escadas, partam muros”

Roubo a linha que fica no ouvido (e que talvez desse um belo título para um blog) ao “Prisão em si”, dos Xutos e Pontapés, para deixar aqui a comemoração (muito) atrasada dos 20 anos da queda do Muro de Berlim. Aos poucos, este blog retoma a vida que parecia fugir-lhe por entre os bits. :)

É já tarde para escrever um texto comemorativo, mas recordo as palavras do jornalista (cujo nome não retive) entrevistado na noite de 9 de Novembro no Jornal 2 da RTP: ao perguntar a um cidadão de Berlim Oriental porque regressava “do outro lado” naquela histórica noite de 1989 com um carrinho de supermercado cheio de bananas, respondeu – “Para as mostrar e dar a provar aos meus filhos, que nunca comeram uma banana na vida”. Talvez por me lembrar que as bananas são a fruta preferida dos meus filhos, vieram-me as lágrimas aos olhos ao ouvir o relato. E se fossem só as bananas que ficassem atrás dos muros, estava este mundo bem…

E, como também nestas coisas as imagens dizem muito mais do que as palavras, ficam três recomendações:

muro1

The Berlin Wall, 20 years gone no The Big Picture, blog de fotojornalismo do Boston Globe (a imagem mostra uma secção com o número de pessoas mortas a tentarem passar o Muro, em cada ano).

muro2

The 20th Anniversary of the Fall of the Berlin Wall no Captured, o blog de fotojornalismo do Denver Post, com uma fabulosa série de dípticos fotográficos que comparam os mesmos locais de Berlim, antes e depois do Muro (na imagem, a visita de Martin Luther King a Berlim Ocidental), além de raras imagens captadas durante a sua construção.

muro3

The View From the Wall no New York Times: um mosaico de fotografias tiradas pelos leitores naqueles inesquecíveis dias do Outono de 1989.

 


1 Comments Add Yours ↓

  1. marylight #
    1

    Lembro bem desses dias (de 15 a 19 de Novembro) em que estive no Sul da Alemanha (Munique e Oberamergau), e onde mesmo aí chegavam ecos e imagens desse “milagre” – não me esqueço do ar como que assustado dos ocupantes de um Trabant na fronteira com a Áustria!
    E as bananas, sim, as bananas foram um verdadeiro ícone daquele momento, lembro-me bem da minha incredulidade quando isso foi conhecido…
    É uma pena que inda hoje haja Berlins com outros nomes (como Famagusta, por exemplo…)



Your Comment

You must be logged into post a comment.